Sabe o que é SEO? Entenda um pouco mais sobre esta ferramenta.

SEO

Sabe o que é SEO? Entenda um pouco mais sobre esta ferramenta.

Uma  das maiores ambições das empresas que investem em Marketing Digital é alcançar as primeiras posições nos mecanismos de busca — afinal, quem não quer cliques gratuitos e mais visitantes em seu site?

No entanto, estar na internet não é o suficiente para garantir que seu site, e-commerce ou blog consigam um lugar na primeira página do Google: é preciso investir em uma estratégia específica para otimizar os resultados e garantir que sua empresa alcance um bom posicionamento.

Afinal a concorrência pelas posições nos buscadores está cada vez maior com as empresas vivenciando esse período de transformação digital. Existe uma série de otimizações que você pode fazer no seu site e nos seus conteúdos visando melhorar a experiência do seu leitor e se tornar um resultado excelente aos olhos dos motores de busca.

São essas otimização que chamamos de SEO!

SEO significa Search Engine Optimization (Otimização para mecanismos de busca). É um conjunto de técnicas de otimização para sites, blogs e páginas na web. Essas otimizações visam alcançar bons rankings orgânicos gerando tráfego e autoridade para um site ou blog.

Essa estratégia é fundamental para sua empresa ganhar destaque, visibilidade no mundo digital e, por consequência, mais leads, clientes e faturamento para o seu negócio.

Mas como?

Com a otimização de site e blogs com o uso de técnicas para melhorar o rankeamento  e posicionando a sua empresa nos primeiros resultados do Google, aumentam e muito a suas oportunidades de negócio, já que 90% das pessoas que fazem pesquisas no Google clicam apenas em resultados que aparecem na primeira página do mecanismo.

Otimização para dispositivos moveis

Torne seu site 100% responsivo, assim o site estará reagindo imediatamente ao tamanho da tela usada. O design responsivo oferece automaticamente o layout correto e ajusta o conteúdo para se encaixar perfeitamente em qualquer dispositivo.

A capacidade de ser responsivo é um fator importante quando se trata de se classificar nos resultados nos motores de busca. E, se os seus clientes móveis usam motores de busca você deve estar ainda mais interessado em alcançar e se manter nos primeiros lugares dos rankings de pesquisa.

Use o AMP: não é segredo que um fator crucial decisivo é a taxa de rejeição. E o tempo que o seu site leva para carregar influencia muito nesta taxa. De acordo com a Kissmetrics, 40% dos usuários da web abandonam uma página quando ela demora mais de três segundos para carregar.

  • Aproveite o marketing de redes sociais: milhões de pessoas usam ativamente as mídias sociais em todo o mundo, fazendo com que ela ocupe o segundo lugar quando se trata de volume de tráfego móvel, apenas com motores de busca à frente.

Não se esqueça de promover seu site nos seus perfis sociais, principalmente se você quiser aumentar a quantidade de clientes em potencial.  E certifique-se de que todas as contas de redes sociais vinculadas ao seu site possuem links móveis para que os usuários possam clicar e acessá-los com facilidade. E lembre-se de colocar botões nas suas páginas para que os usuários possam curtir e compartilhar seu conteúdo nas mídias sociais.

Os principais fatores de rankeamento do Google

Quando falamos em fatores de rankeamento, sabemos que existem mais de 200 fatores que realmente impactam nos resultados de uma SERP (SERP é a sigla em inglês para Search Engine Results Page, que em português significa “Página de Resultados”).  SERP é um termo técnico para representar as páginas que exibem os resultados em uma busca na Internet.

On Page

Os fatores on page são aqueles que devem ser trabalhados dentro do próprio site ou página, e são fundamentais para que os mecanismos de busca percebam que seu conteúdo está relacionado aos termos buscados pelos usuários.

Qualidade do conteúdo

Existem dois fatores principais para o rankeamento no Google: Link Building e a qualidade do conteúdo. Desde o lançamento do Google Panda, o algoritmo procura identificar conteúdos de baixa qualidade para otimizar os resultados para o público. Ou seja, quanto melhor for o seu conteúdo, melhores as chances de você figurar nas primeiras posições nas SERPs.

Tamanho do conteúdo

O tamanho influencia diretamente nos rankings do Google, isto porque o Google procura os conteúdos mais completos, que esclareçam as dúvidas dos leitores.

Tudo depende de como a sua persona reage ao seus conteúdos, Independente do tamanho do texto, a persona precisa ler o seu conteúdo e ter todas as suas dúvidas resolvidas. Caso contrário, procurará outro texto que esclareça melhor os seus questionamentos.

SEO Title

O SEO Title é o título que aparece nas SERPs e possui a função de levar o leitor até o seu conteúdo.

Ele é um dos fatores mais importantes tanto para rankeamento quanto para garantir uma alta taxa de cliques no seu conteúdo.

Os principais fatores para um ótimo SEO Title são:

  • Precisa ter aproximadamente 55 caracteres;
  • Palavra-chave à esquerda;
  • Título mais objetivo.

URLs amigáveis

As URLs são um fator direto de rankeamento. O Google também identifica o uso das palavras-chave no endereço da sua página. Quanto menos elementos além da palavra-chave tiver na sua URL, melhor. É importante evitar o uso de números em listas. Caso você atualize e amplie aquela lista, você terá um número errado na sua URL. E uma das principais regras de SEO é: nunca atualize a sua URL depois do conteúdo ser indexado.

As melhores práticas para se fazer uma URL amigável são:

  • Conter a palavra-chave;
  • Ter no máximo um subdomínio;
  • Ser curta e facilmente interpretável;
  • Conter hifens para separar as palavras(o Google não lê espaços);
  • Ser relacionada ao título do post.

O que você deve evitar:

  • URLs que não fazem nenhum sentido para o leitor;
  • números nas URLs;
  • URLs enormes;
  • Caracteres indevidos (pontos, letras maiúsculas, etc.);
  • Abusar de subdomínios

Heading Tags

As headings são fundamentais para identificar a prioridade dos conteúdos existentes na página. No código, é possível observar até seis headings, apresentando o conteúdo mais importante (H1) e seus subtítulos (H2 a H6).

Dessa forma, o Google identificará a hierarquia das informações do seu conteúdo.

A importância da hierarquia:

  • Mostra para o Google as informações mais importantes do seu texto;
  • Facilita a interpretação dos crawlers;

Crawler, também conhecido como Spider ou Bot, é um robô usado pelos buscadores para encontrar e indexar páginas de um site

  • Buscadores definirão os principais temas abordados no post;
  • Otimiza a leitura dos textos.

Como fazer:

  • Utilizar H1, H2 e H3 no seu conteúdo;
  • Palavra-chave SEMPRE no H1 e se possível em um H2;
  • Utilizar long tails nos intertítulos;
  • Usar apenas UM H1 por página;
  • H4 para frente são estéticos.

Para entender melhor, veja um fragmento de um dos nossos posts. O H2 aqui é o título “Visão geral de uma estratégia de conteúdo” e os outros subtítulos “Planejamento” e “Execução” são H3.

LSI: o uso da palavra-chave

O uso das palavras-chave mudou bastante desde o lançamento do hummingbird.

Antes:

  • Keyword stuffing funcionava;
  • Conteúdo de baixa qualidade rankeava;
  • Foco na palavra-chave exata.

Depois:

  • Análise semântica;
  • Qualidade do conteúdo;
  • Foco na intenção do leitor.

Desta forma, é importante saber fazer um bom uso das suas palavras-chave dentro do conteúdo. É importante usá-las no H1 title page e, sempre que possível, em pelo menos um H2.

Não existe um número exato de vezes que a palavra-chave deve aparecer no conteúdo. O importante é evitar forçar com que ela apareça muitas vezes. O uso deve acontecer de forma natural.

Atualmente o Google faz uma análise semântica dos textos, chamado LSI (Latex Semantic Index), fazendo com que seja importante para o rankeamento da sua página que o Google encontre palavras relacionadas ao tema que você está falando. Além disso é mais importante usar variações daquela palavra-chave do que fazer um uso estrito da mesma.

O nome do arquivo

Deve ser a palavra-chave separada por hifens. Como já falamos, o Google não lerá os espaços.

Evite salvar imagens com o nome “794743.jpg”.

O texto alternativo (alt text)

O alt text é o principal fator para um imagem. Ele é importante não só para apresentar ao Google do que se trata aquela imagem, mas também para estes casos:

  • Leitores de tela – leitores de tela são muito utilizados por pessoas com deficiência visual. Com imagens, o leitor lê e recita o alt text para o usuário;
  • Descrição em imagens quebradas  se a imagem estiver quebrada no blog, o alt text será exibido no lugar;
  • Descrição das imagens nas buscas do Google.

Muitos especialistas alegam que o alt text deve ser uma descrição literal da imagem (pensando nos leitores de tela e nas descrições no Google e imagens quebradas). Outros afirmam que o ideal é que o alt text seja a sua palavra-chave.

Linkagem interna

A linkagem interna é fundamental. A partir dela, os crawlers vão analisar a experiência do usuário nos seus posts e para quais outros conteúdos você está enviando o seu leitor. Além disso, quanto mais links internos um conteúdo específico receber, maior será a relevância que o Google interpretará.

Meta Description

Apesar de não ser um fator que influencia no rankeamento daquela página, a meta description é um código que tem função explicar para o usuário o conteúdo abordado na página e, com isso, atraí-lo para a leitura do conteúdo.

Pensando em meta description,  é um fator que influencia na taxa de cliques do seu site  por isso é fundamental que ela siga algumas particularidades recomendadas para atingir bons resultados:

  • Usar a palavra-chave – aparece em negrito nas SERPs;
  • Resumir e induzir o leitor a ler o seu conteúdo;
  • Não usar um pedaço da introdução;
  • Não enganar os leitores.

Link Building

O Link Building é a parte mais importante do SEO off page. É a parte que garantirá a autoridade da  página e do domínio e se destacará como uma grande referência para o Google..

 

Gostaria de dar um feedback sobre nosso conteúdo? deixe seu comentário abaixo!

 

               By: P.Barros

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *